Entrevista Completa ao J.C. Smith

Boas Pessoal!

Como já deve ser do vosso conhecimento, o J.C. Smith, o Director de Marketing da Pokémon Company, cedeu uma entrevista ao Nintendo World Report durante o World Championships 2015 que decorreu entre os dias 21 e 23 de Agosto. Foram disponibilizadas algumas partes durante a semana passada, e eles agora colocaram a entrevista completa no site.

worlds-2015-banner-875

Foi uma entrevista onde tentaram falar sobre o futuro de Pokémon! 20º Aniversário a Caminho!

Nintendo World Report (NWR): Como entrou para o marketing de Pokémon?

J.C. Smith (JS): História interessante, comecei há cerca de 15 anos. Estava a trabalhar numa campanha do procurador geral de Washington e um dos angariadores de fundos do meu futuro chefe disse, “Hey, queres vir trabalhar na Nintendo?” e eu disse “Está a falar a sério?” e ela estava à procura de alguém com relações públicas e conhecimentos governamentais, então quinze antes depois, mudei de empresas mas ainda consigo falar sobre coisas divertidas todo o dia. É fantástico.

NWR: Então fez uma transição natural da Nintendo para a ligeiramente-mas-não-inteiramente separada Pokémon Company.

JS: Não é totalmente separada. É muito diferente – quer dizer, somos uma empresa muito pequena. A Nintendo não é uma empresa enorme, mas é muito maior que nós, e o nosso foco é apenas uma marca. Basicamente, somos criadores de visão; eles querem unir pessoas. Nós queremos ter a certeza que se divertem, por isso criamos eventos. Este é um deles. Ajuda as pessoas a comunicarem, mas também ajuda a pessoas a partilharem o amor por Pokémon, e nós queremos continuar a fazer isto por eles.

NWR: E eu acho que, como Pokémon, especialmente nos últimos anos, está a ter um crescimento a nível mundial, deve ter imensos contactos com todas as regiões sobre o desenvolvimento de Pokémon em determinado momento.

JS: Basicamente, sim. Não falo muito directamente com eles, mas temos muitas pessoas no escritório que o fazem. Queremos ter a certeza que o marketing que criamos está a ser feito e a atingir os pontos essenciais que achamos importantes, e queremos ter a certeza que os personagens e as mecânicas de jogo estão a ser representados da forma que pretendem. Então, isto é um papel importante. Quando lidamos com pessoas que dão a sua vida para criar algo tão grande, temos de ter a certeza que está a ser devidamente explicado. Não é difícil, felizmente, porque Pokémon tem um grande número de pessoas envolvida que são muito comunicativas. Então acabamos por nos divertir bastante.

NWR: Como é a organização de um esforço de marketing em todo o mundo com a colaboração de múltiplos territórios, como aconteceu com X e Y ou algo como ontem de manhã – organizar o Pokkén Tournament para todo o mundo?

JS: Não muito se temos um grande visual – um grande produto para mostrar. Algo como o Pokkén Tournament, parece fantástico. Fizeram um grande trabalho ao construir um jogo que fala por si. Não temos que dizer muito mais. O nosso comunicado de imprensa foram dois parágrados, porque o resto é visível no ecrã. Então, nesse sentido, o meu trabalho foi facilitado. Temos de coordenar umas coisas aqui e ali, mas, no final, eles dão-nos coisas boas para falar – isso torna o nosso trabalho mais fácil.

NWR: Então trabalha com o Japão para localizar a mensagem para o público ocidental?

JS: Sim. Bom, não é completamente o mesmo. Nós temos filosofias muito diferentes em alguns aspectos de marketing. Mas eles transmitem, nós transmitidos. Eles fazem um contacto com a media, nós fazemos um contacto com a media. Eles fazem anúncios, nós fazemos anúncios. Mas a forma de expressão é diferente entre os grupos. Algumas vezes os nossos anúncios são idênticos aos mostrados no Japão. Mas, nem sempre são. Nós apenas escolhemos o que achamos que representa melhor a marcar e seguimos, o que se torna divertido. Permite muita criatividade e permite criar coisas únicas.

NWR: E deixe-me perguntar, uma marca como Pokémon, tal como a Disney e a a Nintendo têm vários caminhos, e vocês têm de fazer vender algo para diferentes faixas etárias e não apenas uma, é mais ou menos desafiador do que marketing para um grupo específico?

JS: Penso que beleza do facto de Pokémon ser amado por diferentes grupos etários, é que apenas temos de falar em Pokémon. Cada um vai interpretar como quer. Tu podes falar da grandeza de um personagem, e uma criança verá de forma diferente de um jogador competitivo, que verá de forma diferente de outro jogador de um país diferente. Basta dizer “Hey, este é um grande personagem, são estes os seus ataques” e todos fazem o que querem, não sendo tão desafiador assim. Adorava dizer que temos toda uma receita secreta, mas na realidade nós temos este grande produto, e Pokémon está quase com 20 anos então muita gente o reconhece. E nós apenas temos de o introduzir às crianças, mostrando que há muita coisa que podem fazer. Temos aplicativos, videojogos, temos o trading card game, e animação então é muita diversão. E nós fazemos.

NWR: Então mostram o material de Pokémon, que fala por si mesmo, e o público acaba por fazer o resto do trabalho.

JS: Sim, grande parte do tempo. Trabalha com um grupo de criadores – trabalho com um grupo de pessoas que são apaixonadas pelo que a Nintendo desenvolve, certo? Então, nós temos pessoas apaixonados por tudo o que envolva Pokémon. Eles têm fãs, eles têm sites de fãs, nós temos sites, nós temos jornalistas, temos todos os tipos de pessoas que amam Pokémon e querem saber tudo sobre ele. E todos trabalham para nós, a sério, porque, se for bem feito, eles vão longe e todos ficam felizes. Felizmente, são poucos os casos, bata na madeira, de coisas que, uh, vocês sabem, preocupações com qualidade e algo assim. Basta dizer-nos “Hey, vejam com isto é genial! Divirtam-se!” e as pessoas vão e divertem-se.

NWR: E eu acho que Pokémon tem crescido em tal escala, que conseguem ter um Pokémon World Championship numa cidade diferente cada ano.

JS: Sim. O tamanho é um desafio, porque não existem montes de locais com um espaço tão grande… não, isso não é verdade. Só que queremos ter a certeza que é um evento divertido para todos, e que são umas grandes férias para todas as famílias que vêm de todo o mundo para este evento. 38 países é muita gente para ficar exposta à grandiosidade que é Boston durante este fim-de-semana.

NWR: E em quantos esteve até agora?

JS: Este é o meu sétimo.

NWR: Que vibração recebe deste World Championship comparado aos outros?

JS: Você sabe, eles são muitos similares nesse sentido. Este é ligeiramente maior. Ou seja, há mais jogadores, há mais transmissões, então existe maior foco na estratégia. Há mais conversa evidente sobre estratégia porque temos quem fale sobre isso. Mas, você sabe, tivemos um evento no Hawaii há alguns anos. É mais intimo. Não, muitas pessoas fazem uma viagem apenas para conviver e assistir, e outras para jogar. Então, sentimo-nos grandes. É uma área metropolitana com centenas de cidades nos arredores com centenas de fãs Pokémon que vêm para cá para passar o fim-de-semana. Então sim, é muito divertido. Muita energia nesta sala – é muito positivo.

NWR: Deixe-me perguntar: desde que está envolvido há tanto tempo com Pokémon, qual é a sua coisa favorita em Pokémon?

JS: A comunidade ali em baixo. Este grande grupo de pessoas. Um grupo de pessoas realmente divertido. Eles vêm para este evento, um World Championships, e continuam a sorrir e a rir. O stress não tem lugar. Eles não se transformam em algo que não são. Eles estão a divertir-se, eles estão a jogar um jogo que amam, e acho isso incrível. Eles acabam por fazer isso durante todos o ano. Vejo no Mundial e nas Nacionais. Não vejo como é em Iowa, nem em New York, porque não vivo lá, mas sei que está a acontecer lá também porque sentimos a boa vibração em qualquer lugar que estejamos. É realmente fantástico.

NWR: Olhando mais para a franquia. Penso muito sobre Pokkén Tournament e todo o hype por detrás da revelação de ontem. Quais são os planos que têm para Pokkén Tournament?

JS: Então Pokken Tournament… os planos serão revelados mais tarde. Mas, obviamente, ele está a chegar para a Wii U o que cria várias oportunidades para as pessoas à volta do mundo jogarem, competirem e assim. Não não estamos a anunciar mais nada agora.

NWR: Então nenhuma palavra sobre conteúdos, algo que torne o jogo ainda maior?

JS: Ainda não!

NWR: Vi algo durante a demonstração de ontem que mais Pokémon serão revelados brevemente…

JS: Mhm. Ontem vimos a revelação do Pikachu Libre, então foi um novo para o público japonês.

NWR: Então parece que vamos seguir o mesmo caminho…

JS: Talvez!

NWR: Talvez.

JS: Mais para vir. Sempre mais notícias para vir.

NWR: É um pouco diferente ter de trabalhar com Namco Bandai para organizar algo para todo o mundo, tal como isto?

JS: Na verdade, não. Eles são fantásticos. Eles criaram um grande jogo. Obviamente as pessoas precisam de aprender a controlar o jogo, então tivemos de ter cuidado ao traduzir o painel de controlo que mostra todos os movimentos de cada personagem, mas, provavelmente, a parte mais difícil foi o transporte. Vocês sabem, no final, teremos de envia-las [as arcades] de volta ao Japão. Então eles trouxeram-nas até aqui, nós tivemos de instituir e tudo foi suave. Estou realmente animado por termos conseguido fazê-lo, porque penso que os fãs estão realmente a divertir-se.

NWR: Quanto tempo demorou a fazê-lo? Movê-las para a América. Tinham planos para a Wii U e para a América do Norte desde o início ou foi algo que desenvolveram recentemente?

JS: Não sei… não estou a par disso. Foi-me dito para anunciar, e vou dizer que foi muito. Sabíamos que o jogo estava a vir, sabíamos que as máquinas arcade estão a sair do Japão, então dissemos “podemos ter algumas no mundial?” Foram precisos meses para que as máquinas arcade viessem. O anúncio e os detalhes foram trabalhados mais recentemente. Mas foi engraçado ser capaz de usar este local para fazer isso, porque foi um grande grupo de pessoas a conhecer algo grande como o Pokkén Tournament e vão voltar e dizer ao seu mundo como realmente foi.

NWR: Então e tudo aquilo do Dave & Busters…

JS: Mhm.

NWR: …Como está a ser com a presumível chegada das arcades no próximo ano, vamos ver como vai ser. Também foi organizado pela The Pokémon Company International?

JS: Na verdade não. Na realidade, não estive envolvido em nada, mas já me disseram que as máquinas arcades não estão para vir para os Estados Unidos, não sei exactamente qual será o plano. Mas isso foi há algum tempo atrás, quem sabe o que poderá ter mudado. Vocês sabem, não podemos impedir que alguém compre um sistema arcade então quem sabe o que vem por aí.

NWR: Assim a última vez que ouviu, não haviam planos.

JS: Sim, não tenho estado a trabalhar no lado arcade, porque, na realidade, nunca tive uma relação peóxima ao lado arcade, mas vamos ver. Penso que provavelmente será tratado pela própria Bandai Namco. Mas deveremos ficar atentos a isso.

NWR: Então, Pokémon tem um aniversário muito importante no próximo ano…

JS: Mhm. Sim temos…

NWR: 20 anos. 27 de Fevereiro de 2016. Que outros planos têm, além de Pokkén Tournament?

JS: [Risos] Gostava de poder dizer, mas não posso!

NWR: Existem grandes planos para ele?

JS: Temos sempre grandes planos para ele. E obviamente, viram que um grande produto foi anunciado para o ano e é emocionante, e nós sempre gostamos de manter os fãs ocupados, mas nada que possa revelar no momento.

NWR: Será que vamos saber em breve? Sei que a CoroCoro falou em algo que será revelado em breve. Talvez envolvendo o green blob (pokémon verde)…

JS: [Risos] CoroCoro – Adoro-os! Talvez…

NWR: Saberemos mais em três semanas?

JS: Deverão estar atentos!

NWR: Poderá ser um pequeno trailer com o green blob e a nova forma de Zygarde?

JS: [Risos] As vossas perguntas são boas. Não posso dizer nada.

NWR: Então nada sobre Pokémon XZ, YZ, X2, Y2?

JS: [Risos] Nada que possa dizer no momento.

NWR: Porque seria muito bom se algo fosse lançado em Fevereiro!

JS: Aprecio o teu entusiasmo e tem um monte de boas perguntas, mas nada que possa revelar no momento.

NWR: Tudo bem. Posso fazer-lhe estas perguntas a si, tenho pensado muito em Pokémon na Virtual Console, algo que não tem acontecido…

JS: Pokémon Pinball, Pokémon Trading Card Game…

NWR: Os RPGs!

JS: [Risos]

NWR: Eu quero obviamente saber se estão planeados, mas não me poderá dizer, mas existe ideia de trazê-los de volta?

JS: Não sei dizer, porque não sei se estarão retidos. Eles podem ter decidido apenas que não. Mas sim, ainda não foi discutido o assunto.

NWR: Fará Pokkén Tournament… parte do plano principal para o início do aniversário em 2016?

JS: Não.

NWR: Okay, então não é o vosso plano principal para a parte inicial.

JS: Vou atalhar caminho. Não, temos muitas coisas planeadas para o ano de 2016, mas nada de que possa falar agora.

NWR: Okay, okay! Então, que nos pode dizer sobre o futuro de Pokémon?

JS: Posso dizer que os criadores vão continuar a avançar com ideias impressionantes para colocar nos videojogos, no trading card game – podes ver máquinas arcade lá embaixo. Então, existem montes de coisas boas na loja.

NWR: E por fim, mas não menos importante, pode simplesmente lançar-nos uma palavra enigmática? Qualquer coisa. Algo que me faça coçar na cabeça. Que daqui a oito meses, por exemplo, me faça dizer “Era a isto que ele se referia!”

JS: [Pausa]

“Flores”


A entrevista foi feita pela Nintendo World Report, espero que tenham gostado da tradução que fiz.
Alguma falha que encontrem, avisem para que possa ser corrigida.

Fiquem bem, Portuga!

Deixar uma resposta