Let’s Go Pikachu & Eevee: Entrevista a Masuda

Olá pessoal

Através do Eurogamer tivemos acesso a uma extensa entrevista com Junichi Masuda, diretor, produtor e compositor de Pokémon na Game Freak. O anúncio dos jogos Let’s Go, Pikachu! & Let’s Go, Eevee! foram anunciados para a Nintendo Switch, como sendo o primeiro jogo da série principal da franquia para uma consola doméstica. Este jogo surpreendeu muitos fãs, principalmente por ter muitas diferenças quando comparado com os anteriores, principalmente pelas mecânicas simplificadas importadas do mobile Pokémon GO.

A entrevista foi traduzida com base no publicado pelo espanhol CPokémon!

Explique mais sobre a ligação entre a Nintendo Switch e o smartphone.

Masuda: Em termos de como funciona a ligação, nós quisemos torná-la o mais simples possível, então na Switch existe um botão para fazer a ligação que deve ser pressionado e em seguida deve ser pressionado um botão de ligação em Pokémon GO. É uma ligação via Bluetooth muito simples.

No que diz respeito a esta ligação, neste momento podes enviar Pokémon de Pokémon GO para Let’s Go, mas eles não aparecem de uma vez na tua equipa, mas eles chegam numa área semelhante a um Safari em que vocês podem ver os Pokémon a vagar e podes interagir com eles e capturá-los. Mas também existem outros incentivos por mover muitos Pokémon da mesma espécie de GO e certos tipos de minijogos que podes jogar.

Pokémon Let’s Go Pikachu & Eevee funcionam como os demais jogos da série principal, com Pokémon exclusivos para cada versão? Haverá trocas?

Masuda: De forma similar aos jogos anteriores da série principal, criamos duas versões; Pikachu e Eevee, para que Pokémon diferentes apareçam dependendo da versão e assim facilitar a troca e motivar as pessoas a trocarem entre si. Então, sim, teremos trocas sem fios e o mesmo estilo de jogo para completar a Pokédex.

Há referências a jogos anteriores em Let’s Go? Aparecem personagens antigos?

Masuda: Infelizmente, por agora, tudo o que posso dizer é que eles são baseados em Pokémon Yellow e para mais detalhes, fiquem atentos a mais informações no futuro.

Gostaríamos saber mais como classificaria o sucesso de Pokémon GO. Existe algum outro aspecto de Pokémon GO que foi incluído em Let’s Go?

Masuda: Sobre como vejo o sucesso de Pokémon GO, é claro que fico muito feliz em vez que Pokémon GO é um grande sucesso – e creio que introduziu muitas pessoas em Pokémon, a ideia de capturar Pokémon, a ideia de uma Pokébola. E isso porque queríamos expandir essa ideia, sobre como deveria ser um RPG Pokémon, algo mais amplo, para todos, por isso é que trabalhamos nestes jogos.

Com isso em mente, há muitas pessoas que jogaram Pokémon GO – creio que alcançamos os 800 milhões de downloads – então queríamos criar uma experiência divertida para eles, que também será um jogo divertido para os fãs que gostaram dos RPGs até agora, e assim unir as duas audiências num único jogo que todos nós podemos jogar e nos divertir.

Estou a tentar pensar em outras coisas que incluímos em Pokémon GO… Não me ocorre outras ideias de gameplay para retirar de Pokémon GO, mas uma das coisas que nos focamos verdadeiramente foi na experiência, por exemplo permitir a um pai ou mãe capturar um Pokémon em GO e depois enviá-lo para o seu filho que joga Let’s Go na sua Switch. Este tipo de experiência é uma das coisas com que nos preocupamos muitos nestes novos jogos.

E provavelmente há muitas outras coisas, creio que mais de forma subconsciente, que surgiram durante o desenvolvimento destes jogos – e claro que trabalhei em Pokémon GO, por exemplo criei as músicas de ambos os jogos [GO e Let’s Go] então talvez haja algumas coisas que não me ocorreram, mas afetaram os jogos Switch.

Como acham que os jogadores da série principal vão reagir a Let’s Go? Pokémon GO foi bastante popular, mas teve uma reacção divisiva perante os jogadores “hardcore”. Como acalmar esses jogadores, deverão esperar pelo jogo de 2019?

Masuda: A primeira coisa que posso dizer é que… fui diretor dos jogos RPG de Pokémon da série principal – a maioria deles, até agora – e há muitas convenções ou regras da série que nunca quebramos até agora, por exemplo a ideia de um combate contra um Pokémon selvagem onde temos de reduzir o seu HP antes de capturá-lo. Esta era uma das coisas que queríamos nunca alterar mas, especificamente com estes jogos, queríamos criar uma nova experiência para as crianças e por isso decidi forcar-me numa experiência mais casual e ligeira. Essa é uma das coisas que queria fazer.

E uma das convicções, por exemplos, era que até agora na erva alta não era possível ver os Pokémon que lá estavam, então muitos jogadores evitavam a erva alta nas suas aventuras. Uma das grandes alterações desta vez é que poderás ver os Pokémon antes de iniciar o combate, mudando assim dinâmica para uma experiência muito mais proativa, onde estás realmente à procura de um Pokémon.

Assim, para mim, depois de trabalhar tanto na série principal como em Pokémon GO, os jogadores desfrutaram dos nossos RPGs até agora, os grandes fãs, são extremamente importantes para mim, mas também o são as pessoas que jogaram Pokémon GO e esse foi o seu primeiro jogo de Pokémon, eles tão são extremamente importantes para mim, então o que realmente quero com estes jogos é evitar que esses dois tipos de jogadores sigam em direções opostas e espero que estes jogos os una.

O que me faria mais feliz seria que tanto os jogadores de Pokémon GO como os jogadores dos tradicionais RPG se unissem e lançassem Pokébolas juntos, seja com os Joy-Con ou usando os seus smartphones e assim todos possam realmente desfrutar de Pokémon juntos.

E essa é uma das coisas que mencionei anteriormente com o pai a capturar Pokémon e depois passá-los para o filho, compartilhando assim uma experiência.

Quando a isso, sei que não pode falar muito sobre o jogo de 2019, mas pode dizer-me quando se iniciou o desenvolvimento desse jogo, além de Let’s Go? Decidiram primeiro fazer Let’s Go e depois o de 2019? Essa decisão foi tomada para mitigar o risco dos jogadores veteranos não gostarem de Let’s Go?

Masuda: Definitivamente, não foi para mitigar o risco. Sabíamos que queríamos criar uma nova geração de Pokémon para todos os fãs que desfrutaram dos jogos até agora. Mas os jogos de 2019, nós trabalhamos neles por um bom tempo, assim como em Let’s Go, Pikachu! e Let’s Go, Eevee! – parte disso porque a Nintendo Switch tem muitas funcionalidades e queremos que os jogadores possam experimentar tudo o que oferece, por isso estamos a fazer jogos diferentes ao mesmo tempo.

E especificamente em relação ao Let’s Go, eu pessoalmente quero que mais crianças obtenham e joguem com a Nintendo Switch, então esse é realmente o meu objetivo.

No futuro, visualiza a existências de duas séries Pokémon, uma série Let’s Go e outra principal como Sun & Moon – haverá duas ou se unirão novamente?

Masuda: Diria que há uma possibilidade de isso acontecer se os jogos venderem bem e chegarem a muitos jogadores, mas por enquanto estamos realmente focados no desenvolvimento e que muitas pessoas possam jogar.

Recentemente a Nintendo escolheu séries como Mario e Zelda para se tornarem um mundo mais aberto. Para o próximo Pokémon, gostaria de experimentar um mundo mais aberto, com exploração e viajar pelo mundo?

Masuda: Com os jogos de Pokémon estou seguro de que já todos sabem que sempre tentamos fazê-los atrativos para jogadores de todas as idades, não só para jogadores veteranos e não só para crianças, pelo que não me posso comprometer com nenhum. Mas se encontrássemos uma forma de conservar a diversão e o grande apelo de Pokémon ao mesmo tempo que teremos um estilo de gameplay mais aberto, então é uma possibilidade. É difícil de dizer atualmente.

Definitivamente, sobre este tipo de perguntas, sempre estive – não diria preocupado – mas sim de certo modo inquieta de que levemos as coisas longe demais e que Pokémon deixe de ser acessível. Eu costumava ser fã dos jogos shoot-em-up top-down, como R-Type, e com o passar do tempo o género focou-se em seguir uma direção de maior dificuldade e complexidade, chegando ao ponto em que as pessoas não podiam desfrutar tanto por não serem tão acessíveis como antes. Pelo que quero assegurar-me que com Pokémon, não cometemos esse mesmo tipo de – não quero dizer erro mas, que não sigamos essa mesma direção.

Anteriormente mencionou que o jogo foi inspirado em Pokémon Yellow de 1998. Será a história igual?

Masuda: O que posso dizer é que o mundo do jogo, o mapa, é muito parecido com o do jogo original de Pokémon Yellow. E a história segue próxima a certos elementos da de Pokémon Yellow.

Uma das razões disto é que, os jogos foram lançados há 20 anos, imaginei que alguns pais que jogaram Yellow quando eram crianças, agora têm os seus próprios filhos e podem recordar a sua aventura e assim dar-lhes dicas ou ajudar os seus filhos a jogar o jogo.

Entre outras coisas, por exemplo o primeiro Líder de Ginásio, Brock, muitas crianças cresceram a ver as versões mais recentes da série animada e não a original, pelo que poderiam não saber que ele era um Líder de Ginásio, então haverá algumas descobertas divertidas deste género.

Sabemos que a Poké Ball Plus vibra e emite sons – pode contar-nos mais?

Masuda: Só posso dizer que há certas coisas divertidas que passam se metes um Pokémon na Pokébola e caminhas com ela, sem dizer muitos detalhes. Mas uma coisa interessante é que se metes o teu Pokémon acompanhante, por exemplo Pikachu, dentro da Pokébola haverá características extras que te fará sentir como se o Pokémon realmente estivesse dentro dela. Mas por agora não posso dar-te mais detalhes.

No vídeo, por exemplo, se agitas haverá sons como se [o Pokémon] estivesse ali, sendo coisas assim – e também outras coisas que todavia não revelados, que afetam o gameplay se caminhares com a Pokébola.

2 Comments

Add a Comment
  1. Tiago Cardoso

    «Há referências a jogos anteriores em Let’s Go? Aparecem personagens antigos?

    Masuda: Infelizmente, por agora, tudo o que posso dizer é que eles são baseados em Pokémon Yellow e para mais detalhes, fiquem atentos a mais informações no futuro.»
    Então, pelos vistos, há hipóteses de que o TRio apareça em POKÉMON LET’S GO PIKACHU/LET’S GO EEVEE! 😀

  2. Estes jogos apanharam-me de supresa. Ao inicio fiquei meio que em choque devido às mudanças que fizeram no core do jogo, sem batalhas contra pokemons selvagens e o metodo de captura, contudo, com o passar do tempo, tenho tido cada vez mais interesse em joga-los para poder tirar as minhas conclusões. Uma coisa que adorava que fosse implementada é uma escolha do metodo de jogo, mais casual onde existe a captura à la Go e outra mais core, com as capturas e lutas normais, isso sim era o meu desejo, mas acho que isso, infelizmente, não ira acontecer.

Deixar uma resposta

PkPortuga © 2009-2018 é um site criado por fãs para fãs
Pokémon © 1996-2018 pertence à Nintendo, Creatures Inc. e à GAME FREAK Inc.
Frontier Theme
%d bloggers like this: