Capítulo 46: Nem Todos Detestam a Porcaria!

Capítulo 45: A Beleza é Mais que Tudo!

Capítulo 47: Pânico Aquático!

titulo_C46

Após terem encontrado uma nova companheira, os nossos heróis seguem o seu caminho, rodeados por um lindo crepúsculo.

— Já está a anoitecer. Vamos ter de arranjar um local para passar a noite, meninos.
What? In the middle of nowhere? Preciso de um lugar cosy para aconchegar os meus sweet dreams!
— Outra vez com esses estrangeirismos, Maria? Não percebo nada o que dizes.
— É a forma de ela se expressar, Steven. Não podemos fazer nada. Todavia, ela é capaz de ter razão. Não pelas suas razões, mas está-se a acumular neblina e, sem vista a 100%, prejudicada ainda com a noite, não nos poderemos defender como podemos. Não devemos estar longe de uma cidade. Segundo o guia, a cidade Crisálida encontra-se a algumas centenas de metros.

Maria avista algo

Look! Over there! It must be a city!

E começa a correr

— Maria, não te afastes! — insiste fortemente Steven. — Não percebi patavina do que disseste!

Momentos depois, Mariah e Steven ouvem um grito agudo

— Ouviste, Mariah? Deve ter sido ela!
— Tinha de ser…

Os dois passam alguns minutos à sua procura

— Maria, onde estás? Responde!

— Vamos, Maria, we’re worried about you!
— Tu também com isso, Mariah?
— Pode ser que assim dê sinal.

Repentinamente, ambos caem num buraco

— Ahhh! O que se passa?
— Não sei! Mas isto parece uma passagem secreta!

O caminho por onde seguiam serpenteava e serpenteava,
até que acabam por cair num local com água.

— Que coisa imunda é esta? — perguntava Steven enojado.
— Parece água do esgoto!

— Estava a ver que nunca mais apareciam!
— Maria, então estavas aqui!
— Escusas de fazer essa pergunta com tom de preocupação, Mariah! Eu sei que you’d like watching me covered in dirty water spots! O meu fancy dress
— Como queiras…

Mariah e Steven saem o mais rápido possível da água

— Mudando de assunto. Where are we? This place is disgusting!
— Parece que estamos num esgoto. Se aquilo que viste lá em cima era uma cidade, então é para aqui que as suas águas vêm.
Gross! Ainda por cima, deixam uma abertura de fácil acesso para esta pocilga, lá em cima!
— O solo estava mole, o que pode indicar que uma grande quantidade de chuva tenha lá caído. A abertura deveria estar coberta por uma boa quantidade de terra firme. No entanto, seria preciso uma enorme quantidade de litros de água para fazer tal coisa.
Anyways, saiamos o mais depressa possível daqui! Tenho que take um longo shower para tirar toda esta porcaria!

Metros à frente, Steven nota num Pokémon imóvel

venipede

— O que é aquilo?

venipede-pokedex

— Estará a dormir de olhos abertos? Não responde a nada.
— Vê lá, Steven. Pode estar só a ver se te apanha de surpresa. Não tenho muito conhecimento acerca dos Venipede.
— Vou captura-lo agora mesmo!
Be careful. Não ouviste o que o teu Pokédex disse acerca do veneno na mordida?
— Não há razão para preocupações. A minha pokéb…

Naquele instante, Venipede ataca
Steven de forma desenfreada

Happy, Steven? E agora?
— Vou usar o meu Pidge…

Vários Venipede saem de vários
buracos por trás dos nossos amigos

venipede2

— Esqueçam, por agora, o meu Pidgeotto! Temos de fugir!

Longos minutos depois, os Venipede são despistados

Next time, vê lá se te aproximas de um Pokémon que conheças bastante bem!
— Tens razão… Ele deveria estar a fingir que não me ouvia ou assim e atacar ao meu menor descuido.
— Deixem essas coisas para lá! Temos é de arranjar maneira de sairmos daqui!
Mariah’s right! We must get out of here as soon as possible!

Caminhando a passo largo, mas com o mínimo barulho possível,
os nossos heróis avistam uma escada mais adiante.

escada

— Uma escada, perfeito! — entusiasma-se Steven. — Deve ir dar à saída!

Enquanto se aproximam, notam um cheiro estranho

What kind of smell is this?
— É provável que seja algum tipo de matéria putrefacta que esteja na água. O pior é que a água é um pouco funda e vamos ter de passar por ela para chegarmos à escada.

De rompante, dois Pokémon
saem de debaixo da água

grimer

— São Pokémon?

grimer-pokedex

Has the Pokedex just said “sludge”?
— Que fazemos, Mariah? Alguma ideia?
— Parece que temos de passar à força. Só há dois deles, portanto não deve ser difícil.

Naquele instante, mais Grimer
aparecem

grimer2

What were you saying, Mariah?

Todos os Grimer investem com
Gás Venenoso

— Bolas! Temos de sair daqui! É o Gás Venenoso!

Os três fogem a sete pés pelo mesmo
caminho que tinham vindo antes

— Será que eles vêm atrás de nós?
— Não sei, Steven!

Maria olha para trás, receosa

Jiminy Crickets! They are after us!

— Já chega! Beautifly, Vento de…!

Quando Beautifly estava prestes a atacar,
os Grimer atacam com mais Gás Venenoso,
fazendo com que ficasse inconsciente

— Não, Beautifly!
— Não sei se há algum Pokémon que tenhamos que se já capaz de inspirar aquilo!

— Grimer! — é ouvida uma voz alta e em bom som. — Voltem para a vossa “casa”!

Todos os Grimer regressam para o local
de onde tinham vindo após tal ordem de um homem

— Desculpem tudo isto, meninos. Chamo-me Giovanni e sou o “dono” destes Grimer.
— Eu sou a Mariah.
— Eu a Maria.
— E eu chamo-me Steven.
— Eles trabalham para a minha Estação de Tratamento de Águas Residuais. Em troca de alojamento, eles ajudam-nos a manter a cidade livre de águas poluentes quando há trombas de água que provocam cheias, devido ao grande volume de água nos esgotos.
— Mas como é que eles fazem isso? — inquire Steven.
— Além de se alimentarem desse tipo de águas, reduzindo, assim, o seu volume, eles conseguem armazenar grandes quantidades dela nos seus corpos. Quando já não conseguem mais, dirigem-se para a nossa estação, a toda a velocidade, para armazenarem a água em excesso em recipientes que lá temos. Voltam para trás e fazem o mesmo percurso novamente. Uma equipa tem este trabalho e a outra tenta bloquear as águas que tentam sair pelas sarjetas.
— Uau, presumo que não tenham uma cheia há muito.
— É verdade. Já há vários anos. Mas deixemo-nos de conversas. Como tinha ouvido um barulho lá em cima, decidi vir cá abaixo para ver o que se passava. Ainda bem que tenho aqui um antídoto para a tua Beautifly, Mariah.
— Obrigada, Giovanni.
— Não tens de agradecer.

Giovanni carrega num botão que
estava dentro de uma caixa de vidro e um caminho
eleva-se de debaixo de água, onde estavam os Grimer

— Vejo que não têm calçado nem roupa apropriada para andar neste água, por isso isto vem mesmo a calhar. Não deixamos este caminho cá em cima durante muito tempo para que os Grimer possam viver bem, dentro de água uma pouco profunda. Assim, já podem subir pelas escadas em segurança.
You’re absolutely amazing, Giovanni!
— Não sou nada. Já agora, como é que vieram aqui parar?

Os Nossos heróis contam tudo o que se passou enquanto vão saindo do esgoto. Mas eles não irão sair do sítio aonde se dirigem tão cedo, pois irão ter de resolver algo. Não percam o próximo capítulo de Confrontos de Topo!

Próximo Capítulo: Pânico Aquático!

Capítulo 45: A Beleza é Mais que Tudo!

Capítulo 47: Pânico Aquático!

Deixar uma resposta