Capítulo 68

<< Capítulo 67: Rivalidade

Capítulo 69: Salvem o Dragão >>

Eis que os nossos heróis, depois de uma viagem de vários dias, chegam finalmente ao seu destino, a Doca do Promontório.

— Bom, meninos, chegámos. Aqui está ela, a Doca do Promontório.
— Agradeço-te muito, Clair.
— Não tens de me agradecer, Steven. Ajudei-vos de muita boa vontade. Que acham de irmos manjar alguma coisa. Pago eu. Aproveitem.

— ‘Bora à paparoca! — entusiasmavam-se todos.

No restaurante

restaurante

— Que tal estava a comida?
— Estava óptima! — alegrava-se Mariah. — Já há muito tempo que não comia tanto!
— É verdade! Ainda não desististe de ser líder de ginásio, pois não, Mariah?
— Ainda não sei, Clair. Se o Carlos fizer um bom trabalho como líder, deixo-o no cargo. Há uns 2 meses que não o vejo. Como será que se está a portar…?
— Deve estar a portar-se bem — avança Slyther. — Quando temos algo de muito responsável para fazer, as nossas habilidades aumentam. Por vezes, é necessário que alguém nos dê um empurrãozinho para evoluirmos na vida.
— Isso é bem verdade, Slyther. Tive de trabalhar bastante para me tornar na campeã. Tive centenas de desafios desde que me encontro nesta posição. Enquanto campeão, temos sempre de ter a responsabilidade de não perder.
— Nunca quiseste fazer parte dos Guardiões Supremos? — pergunta Steven.
— Não tenho muita vontade para isso. O meu coração já faz parte da Elite 4. Todos os quatro membros foram meus adversários no passado.
— Uau! A sério?
— Sim. Todos eles tentaram tornar-se campeões, como eu. Talvez tenha tido sorte, mas não perco um combate há cinco anos. Quando derrotei o meu antecessor, tive a oportunidade de defrontar os Guardiões Supremos, mas recusei-a. Como não perco um combate há cinco anos, nunca mais ouve nenhum novo Guardião Supremo. Aliás, o Mestre Pokémon é um grande amigo meu.
— Conheces o Mestre Pokémon? — perguntava Steven de boca aberta.
— Conheço. Ele é uma pessoa incrível. Dizem os rumores que nunca perdeu um combate na vida.

Os restantes também ficam de boca aberta perante tal afirmação.

— É verdade, meus amigos. Ele tornou-se Mestre Pokémon praticamente na mesma altura em que me tornei campeã. Eu assisti a todos os seus combates contra os outros Guardiões. Não posso divulgar informações precisas, mas o Garland é, sem dúvida alguma, para mim, o melhor treinador de Pokémons do mundo. Aliás, quem é a pessoa que consegue derrotar todos os 17 Guardiões sem perder? É realmente um feito incrível. Devido ao grande número de Guardiões, o número 18 é agora o limite estipulado. Quem conseguir derrotá-lo, terá feito uma façanha ainda maior que ele, já que ele teve de derrotar “apenas” 17. Quando alguém o conseguir vencer, ele baixará de posto para o segundo Guardião mais forte, mas o título de Mestre de Pokémons não lhe será anulado, claro.
— Isso quer dizer que alguns Guardiões que estão abaixo dele já possuem o título de Mestre de Pokémons? — pergunta Steven uma vez mais.
— Não. Depois do limite que foi estipulado, todos aqueles que derrotarem os 18 Guardiões já se tornarão Mestres Pokémons.
— Espero um dia combater com ele. O meu sonho é tornar-me num grande treinador de Pokémons, vencer todos os meus desafios. Mas, é claro, tenho de trabalhar no duro para o conseguir.
— Pois… Mas com a nossa força de vontade, podemos chegar onde queremos. Só temos de acreditar em nós.
— Tens razão, Clair.

No exterior

— Bom, meninos, será aqui que nos separaremos. Ainda bem que vos pude conhecer, embora a ocasião não tenha sido das melhores. De certo, que nos podemos encontrar no Estádio Aquarell, não é?
— Que estádio é esse? — inquire Steven.
— Então, não sabes? É nesse estádio que participam dezasseis treinadores que possuam seis crachás. O intuito é dar a conhecer quem é o mais promissor de ganhar a Liga Pokémon. Vários desses estádios estão espalhados pelo país. Os combates são feitos uma vez por ano, em cada estádio. Normalmente, a campeã é convidada para fazer um combate de inauguração, num desses estádios. Calhou-me este ano o Estádio Aquarell, que se situa, curiosamente, no arquipélago em que está a ilha Aqua. O estádio encontra-se na ilha Tormentum, geralmente a última ilha a ser visitada pelos turistas.
— Eu já tenho cinco crachás. Quando ganhar o meu sexto crachá, posso participar!
— O torneio começa dentro de nove dias. O arquipélago tem oito ilhas. Se visitarem 1 ilha em cada dia, poderás participar, Steven. Ah, e tu também, Slyther. A inscrição é no próprio dia, portanto não podem ficar para trás. Há dezenas e dezenas de treinadores que querem a mesma coisa. As vagas podem ficar preenchidas muito rapidamente.

— Estás comigo nesta, certo, Slyther?
— Claro que sim, Steven!
— Espero que um de vocês ganhe — declara Mariah.
— E serei eu que vou ganhar! — afirmam fortemente os dois.

Naquele momento, um rapaz convencido aproxima-se e começa a falar num tom grosseiro.

romeo

— Tu é que és a Clair, a campeã?
— Sim, sou, e tu és…?
— O meu nome é Romeo e estou aqui para te defrontar!

Transeuntes que por lá passavam param para ver o que se passava.

— Essa história de só se poder defrontar a campeã depois de derrotar-mos toda a Elite 4 é uma treta! Sei que tenho habilidade suficiente para te enfrentar e derrotar!

— Que vais fazer, Clair? — pergunta Mariah.

— Parece que não tenho outra coisa a fazer… Muito bem, Romeo, aceito o teu desafio.

Os transeuntes começam a entusiasmar-se devido ao combate que se iria desenrolar.

— O que te parece de um contra um?
— Preferia um combate integral!
— Não há nenhum campo de combate por aqui. Imagina o que doze Pokémons podem fazer. Imagina os estragos.
— Como queiras! Seja como for, serei eu o vencedor!

— Uau! — impressionava-se Steven. — Vou ver em primeira-mão um combate da Clair.

No frente a frente

— Para não haver vantagens, lançamos a nossa pokébola ao mesmo tempo!
— Façamos como queres, Romeo.
— Então, vamos lá!

— Vai, pokébola!
— Vai, pokébola!

granbull

romeo

granbull

absol

clair

absol

— Que Pokémon é aquele?

granbull-pokedex

— E aquele é o Absol da Clair.

absol-pokedex

— Um Absol? Não poderias ter escolhido o teu Pokémon mais forte?
— O Absol é o meu Pokémon mais forte, sabes?
— Tretas! Vais arrepender-te por fazes troça de mim! Granbull, Mega Soco!

mega-soco

— Absol, salta!

salto

— Cobarde!
Cauda de Ferro!

cauda-ferro

O ataque atinge Granbull, empurrando-o para longe.

— Granbull, levanta-te!

— Quando uma pessoa se encontra zangada com algo, raramente vence. O pensamento tem de estar conectado entre o treinador e o seu Pokémon.
— Não preciso dos teus estúpidos conselhos! Granbull, Presa de Fogo!

presa-fogo

— Tudo bem… Absol, Ataque Rápido e Agilidade!

agilidade

Absol dirige-se a grande velocidade, em ziguezague, até Granbull.

— Não te deixes impressionar pela velocidade! Acaba com ele!

colisao2

Granbull sofre um Ataque Rápido directo.

— Não!

— Já te tinha dito. A fúria perturba a razão.
— Cala-te!

— Parece que a Clair sabe mesmo o que faz, não, Mariah?
— É verdade, Steven. Para ela ser campeã, algo de especial tem de ter.
— A sua coordenação de pensamento com o Absol é incrível — afirma Slyther. — Ela não é chamada de campeã por nada.

— Já chega! Dar-lhe-emos uma dose do seu próprio remédio! Granbull, Hiper Raio!

hiper-raio

Giga Impacto!

giga-impacto

Os dois ataques chocam com forte intensidade.

— Mostra àquela campeãzeca o teu poder!
— Acabou.
— Que estás a dizer?
— O teu Pokémon não tem poder para aguentar o ataque do Absol.
— Cala a matraca!

Absol trespassa o raio de Granbull e atinge-o.

colisao3

— Granbull!

— O teu Pokémon está inconsciente. Isso significa que o Absol venceu a batalha.

romeo-perdedor

granbull-perdedor

clair-vencedora

absol

— Impossível! Isto não fica assim! Hei-de derrotar-te a todo o custo! Volta, Granbull!

E vai embora.

— Absol, volta! Bom trabalho.

— Foi uma derrota e peras para aquele tipo! — declarava Steven entusiasmado.
— Todos nós devemos aprender com as nossas derrotas. Quando estamos furiosos, não conseguimos raciocinar como deve ser e, por conseguinte, o nosso Pokémon recebe pensamentos negativos e não age como ele próprio, nem ele nem o seu próprio treinador.
— Grande verdade, Clair!

— Bom, meninos, tenho de ir. Espero que nos voltemos a ver no Estádio Aquarell.

Todos se despedem de Clair e esta segue o seu rumo.

— Espero que o próximo líder de ginásio esteja pronto quando chegar! Irei ganhar o meu sexto crachá e participar nos combates, no Estádio Aquarell!

Steven testemunhou como a campeã de Pokémons combate. Será que aprendeu alguma coisa com isso?
A sua viagem de barco está prestes a começar.
Não percam o próximo capítulo de Confrontos de Topo!

continua

Próximo Capítulo: Salvem o Dragão!

<< Capítulo 67: Rivalidade

Capítulo 69: Salvem o Dragão >>

PkPortuga © 2009-2018 é um site criado por fãs para fãs
Pokémon © 1996-2018 pertence à Nintendo, Creatures Inc. e à GAME FREAK Inc.
Frontier Theme
%d bloggers like this: